Blog

Dígitro é case de sucesso do Programa Estratégico de Defesa Cibernética das Forças Armadas

Em reunião conjunta do Comdefesa e da Câmara de Tecnologia da FIESC, as indústrias catarinenses conheceram as oportunidades oferecidas pelo Programa Estratégico de Defesa Cibernética: infraestrutura, apoio tecnológico e desenvolvimento, das Forças Armadas. O Brigadeiro-do-Ar Márlio Estebanez, chefe do Centro de Gestão Estratégica do Comando de Defesa Cibernética, disse que a expectativa é investir R$ 3 bilhões até 2035.

A Dígitro Tecnologia integra um grupo de 22 empresas catarinenses que são estratégicas de defesa – no Brasil são 149.

“A expectativa de 2024 a 2035 é da ordem de R$ 3 bilhões. Isso é o que a gente tem para investir em defesa cibernética dentro do escopo do programa”, disse o Brigadeiro-do-Ar Márlio Estebanez, chefe do Centro de Gestão Estratégica do Comando de Defesa Cibernética, que é integrado por representantes das três Forças (Marinha, Exército e Aeronáutica). O tema foi abordado em reunião conjunta do Comitê da Indústria de Defesa (Comdefesa) e da Câmara de Tecnologia, Informação e Comunicação da FIESC, na tarde de ontem (9) em Florianópolis.

Brigadeiro-do-Ar Márlio Estebanez (foto: Filipe Scott)

O presidente do Comdefesa, Cesar Augusto Olsen, salientou que o comitê faz a interface entre as demandas militares e a indústria. “Cibernética e inteligência artificial são áreas complexas e estão mexendo com o mundo. Temos um setor de tecnologia extremamente desenvolvido em Santa Catarina”, disse, salientando que a segurança cibernética também é uma preocupação das empresas privadas. Ele informou que nos dias 16 e 17 de maio de 2024 a FIESC vai realizar a 3° edição das SC Expo Defense e o tema segurança cibernética será um dos destaques do evento.

O presidente da Câmara de Tecnologia, Alexandre d\’Ávila da Cunha, destacou que a defesa cibernética assumiu papel importante na soberania das nações. O setor de tecnologia da informação e comunicação catarinense vendeu R$ 32 milhões para as Forças Armadas em 2022.

Durante a reunião, a Dígitro foi apresentada como case de sucesso do Programa das Forças Armadas e convidada ao palco. Gustavo Jota, gerente de marketing da Dígitro, apresentou a Plataforma Guardião, software presente em mais de 90% da segurança pública brasileira para auxiliar as investigações e as operações de inteligência. Outra empresa que também foi apresentada como case do programa foi a OAIS Cloud. Roberto Carminati, presidente da empresa, apresentou o sistema SCCAPEM, que atua contra ciberataques e ataques de pulso eletromagnético.

Fonte: FIESC

Achou este conteúdo útil? Compartilhe!

Como posso te ajudar?

Como posso te ajudar?

Chat by Interact, da Dígitro


Fale Conosco

Telefone Matriz

(48) 3281-7000

Atendimento ao Cliente

0300 789 8111

Associações

DÍGITRO TECNOLOGIA – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2024